quarta-feira, 17 de junho de 2009

Por que Valdir Appel?*
Por Carlos Celso Cordeiro

Quando terminamos de escrever, "O Clássico dos Clássicos – 100 anos de história", Roberto, Lucídio e eu começamos a pensar nos nomes que nos honrariam com Prefácio, Apresentação e "Orelha".
A decisão de escolher a personalidade que nos honraria escrevendo a orelha da parte do livro dedicada ao Sport, a exemplo do que aconteceu na parte do livro dedicada ao Náutico, não foi uma tarefa fácil.
O número de rubro-negros incluídos em uma lista preliminar era imenso. Mas precisávamos nos decidir por um.
Qualquer um dos nomes da lista que fosse escolhido nos honraria enormemente.
Assim, elegemos um deles para representar os colegas rubro-negros.
Elegemos Valdir Appel.
E por que Valdir Appel?
Valdir Appel é um catarinense de Brusque que honrou a camisa do Sport.
Valdir Appel era goleiro. Passou pouco tempo pros lados da Ilha do Retiro. Jogou não mais de 5 partidas pela equipe do Leão. A época: Meados de 1969. Mesmo assim, com pouco tempo e poucos jogos, aprendeu a amar o clube Rubro-Negro da Ilha do Retiro.
Valdir Appel guarda com carinho, até hoje, a camisa com que defendeu as cores do Leão.
Hoje Valdir Appel, reside em Brusque, Santa Catarina. Virou escritor. Escreve sobre as coisas do futebol. Em um Blog que merece ser visitado, porque é rico em história. O nome do Blog: NA BOCA DO GOL.
Por conta do amor de Valdir pelo Sport, por Pernambuco e pela memória do futebol nosso contacto é freqüente. No meu caso, virtualmente.
A "Orelha" da parte do livro dedicada ao Sport está bem entregue.
* Na foto, Valdir Appel entra em campo com a bandeira do Sport, 1969

Nota: Esta é a camisa guardada há 40 anos.

O livro do Centenário
Por Roberto Vieira

No dia 17 de julho de 2009 será lançado o livro 'O Clássico dos Clássicos - 100 anos de História' no salão nobre da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), localizada na Rua Dom Bosco, 871. O livro consta de 50 crônicas sobre os 50 maiores jogos entre Náutico e Sport na história, além de curiosidades que cercam o encontro centenário, tendo prefácio dos cronistas Lenivaldo Aragão e Fernando Menezes, apresentação dos jornalistas Juca Kfouri e Celso Unzelte e orelhas a cargo do ex-goleiro e atualmente escritor Valdir Appel e do pesquisador Túlio Velho Barreto.
O lançamento do livro não seria possível no salão nobre do futebol pernambucano, sem a colaboração inestimável do presidente da FPF, Carlos Alberto Oliveira, o qual demonstrou ser um entusiasta da idéia de promover um Clássico dos Clássicos digno da história centenária de ambas as equipes.
Em primeira mão, confirmamos a elaboração de um troféu alusivo ao evento, a pedido do presidente Carlos Alberto Oliveira. Ou seja, a partida vale muito mais que um simples encontro pelo Brasileirão. O vencedor terá a honra de levantar o Troféu Centenário do Clássico dos Clássicos.
Quer mais? Pois bem. Os ingressos serão confeccionados como ítem de colecionador. Para serem guardados como relíquia sagrada.
Os autores do livro, Carlos Celso Cordeiro, Lucídio José de Oliveira e Roberto Vieira, desejam agradecer o carinho com que foram recebidos na FPF pelo presidente da entidade e pelo Sr. João Caixeiro, secretário-geral da entidade.
Resta a pergunta: Quem vencerá o Clássico dos Clássicos de número 513? Quem vai levar pra casa o Troféu do Centenário?
Eu acho que isso é assunto para a segunda edição do livro...

7 comentários:

Francisco Daniel disse...

Parabéns Valdir por ser agraciado com essa distinção!
Abraço,
Francisco Daniel Imhof

Antonio Estevan disse...

Valdir,

Merecida escolha - homenagem.

Parece que vc é americano, pois americano guarda tudo pra depois fazer um museu. É incrível, tudo eles guardam.

Pbns.

Saudações vascaínas, com Felipe Coutinho - e suas espinhas adolescentes.

Antº Estevam

Adalberto Day disse...

Valdir
Tão pouco tempo de Sport e tanta popularidade. Isso mostra o carinho pela sua simpatia e de peeoa bem sociavél que são suas caracteristicas. Parabéns por mais essa bela postagem, texto admiravél.
Abraços
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história.

Mauro disse...

Realmente uma honra, e' para ficar orgulhoso mesmo. Parabens, Valdir, e um abraco,
Mauro

Anônimo disse...

Essa homenagem certamente deixa todos os seus admiradose felizes. parabéns Grande Valdir! Genildo Oliveira/Mossoró Rn

Valdir Appel disse...

Obrigado Chico, Antonio,Adalberto, Mauro e Genildo pelas palavras carinhosas.

Estou muito feliz com esta distinção.
Abração em todos.

Cicero disse...

Valdir

Impressionante este reconhecimento!
Após 40 anos e com tantos jogadores que já passaram pelo Sport.

Parabens