sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Apito Final

por Everaldo Lopes

Esta coluna é atualizada diariamente

Campeão brasileiro

17 de Dezembro de 2010
tamanho do texto A+ A-
Comentando a derrota surpreendente do Inter/RS no Mundial de clubes, citei  duas faces antagônicas vividas por um mesmo clube, no caso o Inter/RS: no dia 15 de dezembro de 1975 o Colorado sagrava-se campeão brasileiro pela primeira vez derrotando o Cruzeiro por 1x0, um gol milagroso de Figueroa, de cabeça, e 35 anos depois, na mesma data perdia o Mundial de 2010. Em 75, o Inter tinha um time respeitável, onde pontificava o fantástico goleiro Manga, o chileno Figueroa na zaga, no meio de campo Falcão, Carpegiani e Caçapava, e no ataque Flávio e o ex-Seleção Brasileira Lula. Ontem mesmo, o ex-goleiro do América, Valdir Appel me mandou e-mail lembrando  que, em 75 jogava justamente no América, e naquele ano por muito pouco o Inter não perdeu em Natal para os rubros.  

Campeão (2)
O América/RN de 75 era muito forte, tinha um grande treinador, que era Sebastião Leônidas, no arco o ex-vascaíno Valdir segurando tudo, a zaga tinha Ivan Silva, Odélio, Olímpio, o meio de campo o ex-Inter Humberto Ramos e Hélcio, e na frente Reinaldo, Pedrada e Ivanildo. Foi um jogaço no Machadão, Hélcio e Humberto Ramos estraçalhando, na frente Reinaldo e Ivanildo deixando confusa a zaga do Colorado. No jogo seguinte, em São Januário o América derrotou o Vasco: 1x0

2 comentários:

Adalberto Day disse...

Valdir
O Everaldo Lopes faz um belo comentário a respeito da derrota surprendente do Inter de Porto Alegre.
Realmente em 1975 a história era outra, o Inter tinha um time respetavel, esse daí apenas igual a tantos que existem no Brasil.
E comenta sobre sua passagem pelo América RN derrotando o Vasco (oteu Vasco) em São Januario.
Abraços Valdir e parabéns como sempre.
Adalberto Day cienstista social e pesquisador da história em Blumenau

Í.ta** disse...

essa do inter pegou a todos de surpresa mesmo, por mais que saibamos que futebol e surpresas são uma coisa só.

grande abraço, valdir!