domingo, 18 de maio de 2014

Rosa e Herbert

quinta-feira, 15 de maio de 2014


ROSA E HERBERT

Por Roberto Vieira


Um dia, Rosa conheceu Herbert.

Um rapaz simpático, altão e bom goleiro.

E Rosa e Herbert se apaixonaram.

Um daqueles amores antigos que não existem mais.

Para desespero dos românticos que ainda existem, sim.

Juntos.

Eles construiram  uma família com Valdir, Gilberto, Vanda e Lígia.

A Família Appel em versão Éramos Seis.

Um dia, Herbert se foi.

E os olhos de Rosa se encheram de lágrimas de Rosa.

Rosa que já era Vó Rosa.

De ontem para hoje.

Rosa partiu na noite de outono.

Deixando o coração dos Appel cheio de saudade.

Lá no céu?

Herbert tomou Rosa nos braços.

E segundo se conta.

Serão felizes para sempre...

2 comentários:

Adalberto Day disse...

Valdir
Primeiro nossos sentimentos de toda família Day.
Rosa e Herbert uma linda história de amor, destes que já não se acredita mais, desses que alguns dos intelectuais, os insensatos chamam de cafona. Um simples e belo texto na crônica do Roberto Vieira, com sua sensibilidade mostra todo romantismo que ainda acreditamos.
Sigam em paz Rosa e Herbert.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau.

Valdir Appel disse...

Obrigado Adalberto, Herbert e Rosa marcaram sua passagem entre nos com muito amor.Fica a doce saudade, abração.